Suspiros de Amantes

A encantadora história de amor. E quem não se encanta com uma bela história de amor? E então com umas queijadinhas??

Conta a tradição que na Teruel do séc. XIII viveu o jovem Juan Martínez de Marcilla, mais conhecido por Diego. De origem humilde, apaixonou-se perdidamente pela nobre Isabel de Segura. A jovem aceitou casar-se com ele somente se obtivesse o consentimento paterno. Devido a diferença de classe social, Diego decide viajar, com a intenção de conseguir trabalho e dinheiro suficiente para que fosse admitido como marido de Isabel. Antes, porém, esta prometeu que esperaria Diego durante 5 anos. No entanto, finalizado o prazo e diante da pressão exercida pelos pais para que se casasse e vendo que Diego não regressava, Isabel finalmente casou-se com outro. Logo depois, Diego voltou e desesperado com a notícia, implorou a Isabel que o beijasse. Ante a negação de Isabel, que não queria desrespeitar o marido, Diego faleceu ali mesmo, aos pés do leito de Isabel. Depois de contar o ocorrido ao marido, este temeu que lhe acusassem de assassinato. Por sua parte, Isabel sentia-se culpada com a morte de Diego. A jovem decidiu, então, beijar-lhe antes que fosse realizado o enterro, como prova do amor que ainda sentia por Diego. Isabel foi à Igreja de San Pedro, onde se encontrava o cadáver, e o beijo foi tão ardente que também ela caiu morta, ao seu lado. Depois de conhecer o sucedido, o marido de Isabel contou a história de amor entre os dois jovens, que por decisão unânime foram enterrados juntos na Igreja de San Pedro. Esta história, que possui todos os ingredientes de uma lenda medieval, realmente ocorreu. Os restos dos amantes foram encontrados na igreja em 1555.

E quem não se encanta com uma bela história de amor? E então com umas queijadinhas??

Ingredientes:

  • 2 ovos
  • 100g açúcar
  • 50g manteiga
  • 8 queijinhos tipo “Vaca que Ri”
  • massa quebrada ou outra (usei folhada.. a que tinha)
  • açúcar em pó para polvilhar

Preparação:

com robot de cozinha: na taça da máquina juntar ovos, açúcar, manteiga e queijinhos. Programar vel. 4, 90º, 5 minutos. Levar ao forno a 180º 25 minutos, ou até que estejam douradas. (Se no fim deste tempo não estiverem cozidas, ligue a função grill para tostar a parte de cima) – ver fotos.

sem robot de cozinha: Derreter a manteiga num tacho até que esteja completamente derretida. Adicionar o açúcar e integrá-lo. Bater os ovos previamente e adicioná-los à mistura, sem parar de mexer. Juntar os queijos e deixar cozinhar um pouco até que tudo se desfaça e o creme engrosse. Levar ao forno a 180º 25 minutos, ou até que estejam douradas. (Se no fim deste tempo não estiverem cozidas, ligue a função grill para tostar a parte de cima)

  1. Colocar a massa nas formas e picar o fundo (se for massa folhada);
  2. Encher as formas com o creme de queijo (encher quase até à borda, pois a massa vai crescer e depois volta ao tamanho inicial);
  3. Retirar as queijadinhas das formas e deixar arrefecer;
  4. Polvilhar com açúcar em pó (açúcar de pasteleiro).

https://www.alquimiadostachos.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *